Warning: fopen(/home/altmannlocacao/public_html/wp-content/uploads/cache/typo/_wplatte/_typo.post.php-9bebca92cfa57213efdad59253c14b5c.php): failed to open stream: Permission denied in /home/altmannlocacao/public_html/wp-content/themes/typo/ait-theme/@framework/vendor/nette-closures.min.inc on line 454

Warning: fopen(/home/altmannlocacao/public_html/wp-content/uploads/cache/typo/_wplatte/_parts.post-content.php-32f2204e66b9c957041104c7430ff56c.php): failed to open stream: Permission denied in /home/altmannlocacao/public_html/wp-content/themes/typo/ait-theme/@framework/vendor/nette-closures.min.inc on line 454

Redação AECweb / e-Construmarket

piso-cimenticio

Os pisos contam com diferentes opções de acabamentos e cores (Who is Danny/shutterstock.com)

A denominação piso cimentício faz referência a uma ampla variedade de soluções. Todo revestimento que tem como aglomerante principal o cimento Portland é chamado de cimentício. Nesse grande grupo, é possível dividir os produtos em duas categorias: os pré-fabricados e os moldados in loco.

“Aqueles preparados em indústrias são fornecidos na forma de placas, como os ladrilhos hidráulicosou peças de contorno irregular para confecção de mosaicos”, esclarece o engenheiro Públio Penna Firme Rodrigues, vice-presidente da Associação Nacional de Pisos e Revestimentos de Alto Desempenho (Anapre). Já os pisos cimentícios preparados no canteiro são subdivididos em outros dois conjuntos: os produzidos artesanalmente com areia, cimento e, eventualmente, brita; e os pré-industrializados, fornecidos com doses adequadas de agregados especiais, cimento e aditivos, tornando-se necessário somente adicionar água.

Antes usada principalmente para revestir a superfície de grandes fábricas, hoje a solução de alta durabilidade, já é encontrada em residências, áreas comerciais, shoppings e hospitais. O crescimento do uso do material no mercado foi influenciado pelos investimentos dos fabricantes em pesquisas de desenvolvimento, que resultaram no aumento de competitividade na relação custo-benefício, em comparação com as cerâmicas e os porcelanatos. Hoje, os pisos cimentícios também contam com diferentes opções de acabamentos e cores, por isso são indicados tanto paraambientes internos quanto externos. “Basta olhar ao redor para perceber como estão presentes em calçadas, postos de combustíveis, supermercados, garagens, entre outros”, observa Rodrigues.

O produto tem ampla gama de utilização, das mais simples, como calçamentos, até o uso industrial e em revestimentos arquitetônicos

Públio Penna Firme Rodrigues

ESPECIFICAÇÃO

“O produto tem ampla gama de utilização, das mais simples, como calçamentos, até o uso industrial e em revestimentos arquitetônicos”, ressalta o engenheiro. Para especificar adequadamente os pisos cimentícios, o profissional responsável pelo projeto deve juntar informações fundamentais sobre qual será a destinação do ambiente, o fluxo de tráfego e quais agressões químicas e físicaspoderão ocorrer no piso. Há situações, por exemplo, em que opções industrializadas, como os ladrilhos hidráulicos, são alternativas interessantes.

“Nesses casos, há a concorrência com a cerâmica, material que tem evoluído consideravelmente nas últimas décadas”, complementa.

Existem situações em que a aplicação dos pisos cimentícios não é recomendada. A principal contraindicação é resultado de umas das particularidades do material, sua porosidade. “O produto é capaz de absorver líquidos, o que facilita o surgimento de manchas”, adverte Rodrigues.

A porosidade apresenta diferentes níveis, variando conforme o tipo de piso. Nos rústicos, usados em calçadas, a quantidade de poros é alta. Já nos ladrilhos hidráulicos é bem menor, devido a seu processo de fabricação que utiliza pressões elevadas, reduzindo a possibilidade de absorção de líquidos. “Graças a essa característica, a instalação desse tipo de piso em ambientes úmidos pode não ser a melhor opção. Outra limitação é em áreas com possibilidade de quedas de elementos químicos ácidos ou básicos, ou, ainda, com presença de gordura animal ou sangue”, aconselha o especialista.

Basta olhar ao redor para perceber como pisos cimentícios estão presentes em calçadas, postos de combustíveis, supermercados, garagens, entre outros

Públio Penna Firme Rodrigues

INSTALAÇÃO

Um ponto positivo da solução é que sua aplicação não requer mão de obra especializada. O método de assentamento pode variar em função do formato da peça, mas, geralmente, é feito com argamassa de consistência seca (farofa), pois acomoda melhor as variações dimensionais, principalmente, a espessura das peças. “Existem também pisos fabricados com precisão geométrica suficiente para assentamento com argamassa colante”, indica o engenheiro.

NORMAS DE QUALIDADE

O Brasil ainda não conta com norma específica para os pisos cimentícios. “Infelizmente, nosso país é pobre em normatização técnica, o que nos obriga a lançar mão de normas estrangeiras”, lamenta Rodrigues. A ABNT já publicou textos relativos aos pisos intertravados (ABNT NBR 9781 — Peças de concreto para pavimentação — Especificação e métodos de ensaio) e às placas cimentícias(ABNT NBR 15498 — Placa de fibrocimento sem amianto — Requisitos e métodos de ensaio). “Porém, ainda há muito que se fazer nesse campo”, complementa.

MANUTENÇÃO

A praticidade e o baixo custo de instalação figuram entre as principais vantagens dos pisos cimentícios, que apresentam, ainda, alta durabilidade. A manutenção também é executada de maneira simples: sua limpeza deve ser feita somente com o uso de água e sabão neutro, com enxágue abundante na sequência. “A única desvantagem da solução está relacionada à estética, pois a absorção de líquidos torna esse tipo de piso muito fácil de ser manchado”, finaliza Rodrigues.


Warning: fopen(/home/altmannlocacao/public_html/wp-content/uploads/cache/typo/_wplatte/_parts.pagination.php-a24095ffd27fdbd0420be5be9e4d05d4.php): failed to open stream: Permission denied in /home/altmannlocacao/public_html/wp-content/themes/typo/ait-theme/@framework/vendor/nette-closures.min.inc on line 454