Designer(s): Yuan Hsiao-Sung, Yuko Ochiai, Jia-Wei Liu, Lin Hung-Hsieh
Origem: Japão e Taiwan

Quando você se sente mal, você procura assistência médica. Mas e quando a cidade está doente, o que devemos fazer? A Torre de Climatologia é um arranha-céu projetado para ser um centro de pesquisa de clima urbano capaz de corrigir o meio ambiente por meio da engenharia mecânica. O projeto analisa microclimas dentro das cidades, a acumulação de edifícios e a escassez de espaços abertos e livres. Através de engenharia de controle ambiental, programas de avaliação avaliam uma variedade de fatores, como insolação, radiação e cobertura térmica. Em seguida, os sistemas mecânicos respondem para reduzir ou aumentar os níveis dessas condições ambientais.

Hiperfiltro de poluição urbana

Designer(s): Umarov Alexey
Origem: Rússia

Este arranha-céu reconhece a ameaça da poluição atmosférica nas cidades. Ele é projetado para “inalar” dióxido de carbono e outros gases nocivos liberados pelo transporte urbano e indústrias. Em contrapartida, exala ar limpo. Sua cobertura consiste de tubulações longas com microfiltros que fazem a filtração. Enquanto o ar limpo é liberado para a atmosfera, todas as substâncias nocivas são armazenadas para serem usadas pela indústria química.

Um prédio faminto por CO2

Projeto Propagate Skyscraper, inscrito no concurso da eVolo Magazine

Designers: Yuhao Liu, Rui Wu
Origem: Canadá

Ao contrário de prédios convencionais, que contam com estrutura de aço e fundição de concreto, este arranha-céu sugere um método mais ecológico e alternativo de construção, que se baseia no conceito de captura de carbono. A captura de carbono é uma prática que retira o gás de efeito estufa da atmosfera a fim de atenuar sua concentração nociva. Um novo método recente que vem sendo estudado sugere a captura através de resinas de carbono especiais capazes de transformar o dióxido de carbono em material de construção sólido. Levando isso (muito) à frente, os designers Yuhao Liu e Rui Wu projetaram o “Propagate Skyscraper”, um arranha-céu que seria capaz de assimilar dióxido de carbono e usar esse gás para se auto propagar. Seu padrão de crescimento seria definido por fatores ambientais, como vento, chuvas, e quantidade de CO2 presente na atmosfera. Assim, cada estrutura resultante seria diferente da outra.

Torres de areia 3D

Torres de areia 3D, projeto inscrito no concurso da eVolo Magazine

Designer(s): Qiu Song, Kang Pengfei, Bai Ying, Ren Nuoya, Guo Shen

Origem: China

O projeto Babel de Areia é um centro de pesquisa científica e de atrações turísticas no deserto. A parte principal de cada edifício é construída com areia, sintetizada por meio de uma impressora 3D alimentada por energia solar. Sua forma é inspirada em fenômenos naturais, como tornados, e em rochas cogumelo, uma formação comum em desertos. As torres possuem estrutura de esqueleto em espiral, que melhora a ventilação interna.

Rainforest Guardian, o guardião da floresta

Rainforest Guardian Skyscraper, projeto inscrito na eVolo Magazine
Designer(s): Jie Huang, Wei Jin, Qiaowan Tang, Yiwei Yu, Zhe Hao
Origem: ChinaComo seu nome sugere, o Rain Forest Guardian tem a missão de proteger a floresta. Não qualquer uma. Ele foi projetado para ficar na Amazônia, onde capturaria a água da chuva na estação chuvosa e irrigaria a terra durante a estação seca. Ele consiste em uma torre de coleta de água, uma estação de incêndio florestal, uma estação meteorológica, e laboratórios de pesquisa e educação científica. Em caso de incêndio, os bombeiros voam para o local e apagam o fogo com a água coletada. Além disso, o Guardião Skyscraper oferece laboratórios de pesquisa científica especiais para os cientistas monitorarem a mudança climática e os efeitos no ecossistema.

Fábrica de transformar poluição em energia

Project Blue, projeto inscrito na eVolo Magazine

Designer(s): Yang Siqi, Zhan Beidi, Zhao renbo, Zhang Tianshuo
Origem: China

A economia explosiva da China tem feito o país pagar um preço alto por se tornar a “fábrica do mundo”. Está ficando poluída a uma velocidade alarmante. O objetivo do Projeto Azul é transformar essas partículas suspensas, nocivas à saúde, em energia verde. Através de reações químicas, a torre combinaria o monóxido de carbono com outras substâncias para gerar metano.

E que tal um grande ralo submarino?

Seawer, projeto inscrito na eVolo Magazine

Designer(s): Sung Jin Cho
Origem: Coreia do Sul

Globalmente, milhões de toneladas de lixo vão parar no mar todos os anos. Como o plástico não é biodegradável, ele representa uma ameaça para milhares de animais marinhos. Pensando nisso, o designer sul-coreano Sung Jin Cho projetou o Seawer, um grande ralo de drenagem com 550 metros de diâmetro e 300 metros de profundidade para ser colocado bem abaixo de áreas afetadas, como a Grande Porção de Lixo do Pacífico. O projeto engole todos os tipos de lixo flutuante no mar através de suas camadas de filtros que separam as partículas dos fluidos. Todo o plástico recolhido é então levado para uma usina de reciclagem em cima da estrutura, enquanto a água do mar é filtrada e armazenada em um grande tanque de sedimentação no fundo, e depois é liberada de volta no oceano.

A cidade que afunda (de propósito)

Liquefactower, projeto inscrito na eVolo Magazine

Designer(s): Eric Nakajima
Origem: Nova Zelândia

Com catástrofes naturais cada vez piores e que não dão sinais de abrandamento, é preciso repensar a forma como as cidades devem ser reconstruídas após uma tragédia. Se tombou, acredita o designer Eric Nakajima, é sinal de que a infraestrutura não era adequada para as condições ambientais do local. Com isso em mente, ele projetou a Liquefactower, a cidade que afunda. É um sistema que se adapta às condições ambientais, sem a necessidade de ajustes, alteração ou correção. Para a nova cidade, o solo instável torna-se uma necessidade e não um fardo que a enterra em tempos adversos.

Los Angeles integrada nas alturas

Skyvillage Los Angeles, projeto inscrito na eVolo Magazine

Designer(s): Ziwei Song
Origem: Estados Unidos

Nas grandes cidades, é comum as rodovias segregarem as áreas comerciais dos locais residenciais. Da mesma forma, os arranha-céus exacerbam essa condição em vez de incentivar a integração urbana. A ideia do designer Ziwei Song é fazer uma ponte entre esses dois mundos, criando um único organismo arquitetônico que impulsione o intercâmbio cultural, atividades urbanas e interação social. Seu foco foi a cidade de Los Angeles, na Califórnia, EUA. O Skyvillage se ergue sobre as rodovias do lugar e de quebra traz cobertura verde capaz de filtrar a poluição dos carros nas estradas.

Blossom Tower

Blossom Tower, projeto inscrito na eVolo Magazine

Designer(s): Anthony Fieldman / RAFT Architects
Origem: Estados Unidos

Uma flor símbolo nacional da Malásia, o hibiscos, é a inspiração para esta torre, que anuncia, graciosamente, sua presença no céu. Como a coroa de uma flor, o último andar da torre tem 29% mais espaço do que a sua base. Não é à toa. Lá em cima, há painéis solares que podem capturar ao máximo a energia para uso em sistemas da torre.