Da série de coisas que só acontecem no Brasil devido ao ótimo (só que não) serviço público que temos por aqui, eis uma situação cômica (para não dizer outra coisa) que aconteceu na cidade de Barra Mansa (Rio de Janeiro) recentemente.

Cansados de esperar a ação da prefeitura para construir uma ponte que unisse os bairros de Nova Esperança e São Luiz, moradores da região decidiram agir por conta própria e fazer tudo com as próprias mãos, tudo com rapidez e muita economia.

 Ponte foi construída em apenas um mês

A ação partiu de duas senhoras que esperavam há tempos a construção da ponte para chegar a um posto de saúde e ir a outros lugares que ficam do lado oposto do rio que separa os lugares. Antes, eram usados pedaços de madeira como improviso que, além de perigosos, ainda eram carregados pela chuva que atingia e enchia o riacho.

Em um esquema de mutirão, mais de 100 pessoas se interessaram em juntar dinheiro e ajudar com mão de obra para começar a construir a ponte de 24 metros por conta própria, usando pilares de concreto e ferro. Mesmo com o maior volume de trabalho nos finais de semana, o projeto ficou pronto em apenas um mês, finalizado no dia 4 de junho.

E o mais surpreendente é que o orçamento total ficou em 5 mil reais, muito aquém dos 270 mil previstos pela prefeitura. Essa, por sua vez, fala desde 2014 que não tem dinheiro para investir na ponte, culpando a crise econômica que aflige o país.

Já a Superintendência de Obras e Serviços Públicos da cidade de Barra Mansa revelou em nota que, embora a construção da ponte pelos moradores seja uma iniciativa válida, foi feita sem um cálculo estrutural eficiente e sem normas de acessibilidade.


Bom, pode até ser, mas o descaso do poder público é tão grande que muitas vezes é necessário resolver os problemas por conta própria. Fica o apoio para os moradores e a revolta com a prefeitura do local.

Referência: Folha de SP